Indústria volta a pedir ao governo importação de café robusta

A decisão final sobre o pedido tem grandes chances de depender mais uma vez do Palácio do Planalto.

Valor Econômico — Mesmo com o processo de importação de café suspenso pelo presidente Michel Temer, as indústrias de café solúvel e de torrado e moído decidiram insistir com o assunto e agora pediram ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) que libere as compras de robusta do Vietnã, informa uma fonte do governo. Desta vez, porém, em vez de 1 milhão de sacas, a indústria está pedindo a importação de até 500 mil sacas de robusta, a uma tarifa de 2%.

Dentro do Ministério da Agricultura o assunto já foi dado como encerrado. Mas, como cabe ao Mdic definir licenças de importação, critérios para a operação de drawback e cotas de importação por empresas em casos como esse, a indústria resolveu tentar essa alternativa, de acordo essa fonte. No entanto, a decisão final sobre o pedido tem grandes chances de depender mais uma vez do Palácio do Planalto.

Nos últimos dias, o ministro do Desenvolvimento, Marcos Pereira, vem tendo reuniões com representantes da indústria de café e dos produtores. Na última terça­feira, ele recebeu o presidente da Federação da Indústria de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, e representantes das associações Abic (café torrado) e Abics (solúvel). Hoje foi a vez de se reunir com os deputados Evair de Melo (PV-­ES) e Carlos Meles (PMDB-­MG), que estão se articulando a favor dos produtores. Além disso, o presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), Silas Brasileiro, também esteve com o ministro nesta semana.

Ao mesmo tempo em que solicita licença de importação do café, a indústria também tem que pedir anuência prévia ao Ministério da Agricultura, uma espécie de análise do pedido de importação que é aplicado para alguns produtos. No entanto, a resposta ao pedido pode levar até 60 dias. Além disso, conforme apurou o Valor, existe uma orientação da Presidência da República para o Ministério da Agricultura não analisar eventuais pedidos de anuência prévia pela indústria.

Foto: reprodução Twitter (@marcospereira04)

Outras notícias

Consumo de café solúvel cresce 5,3% no trimestre, para 5.235 toneladas

16 de abril de 2024

Setor vem em expansão desde 2016; avanço reflete investimentos em qualidade, diversidade, formação e capacitação de ‘IC Graders’ O consumo de ca...

Consumo de café solúvel cresce 5,2% em 2023 no Brasil, para o recorde de 24,2 mil t

25 de janeiro de 2024

Esse é o oitavo ano consecutivo em que o consumo avança no país; exportação do segmento teve evolução mais discreta, de 0,4%, chegando a 86,5 mil t...

Abics forma primeiros profissionais para avaliação sensorial do café solúvel

15 de junho de 2023

Associação realizou curso de capacitação de IC Graders, que formou provadores com base na metodologia global de análise sensorial do produto desenv...

Upping the game in Instant Coffee

1 de junho de 2023

By Vanessa L Facenda / Tea & Coffee Trade Journal — A new methodology, the first of its kind, assesses the quality of instant coffee byits attr...
plugins premium WordPress