Exportações de café solúvel do Brasil voltam a crescer em maio

No acumulado do ano até maio, embarques somam 1,5 milhão de sacas. Para a Abics, o próximo desafio ao segmento é a evolução no mercado interno

As exportações brasileiras de café solúvel totalizaram 326.172 sacas de 60 kg em maio, apresentando significante crescimento de 35,18% na comparação com o mesmo mês de 2018 e sinalizando a recuperação dos embarques do segmento no ano, segundo informa a Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics).

“Em volume, as remessas apresentaram resultados excelentes no primeiro bimestre, mas fraco desempenho no segundo. O mês de maio, porém, foi de ótima performance, que proporcionou uma alta de 8,42% no acumulado dos cinco primeiros meses do ano na comparação com o volume exportado de janeiro a maio do ano passado. A soma apresenta embarques de 1,5 milhão de sacas de solúvel nesses cinco meses de 2019, que foram enviadas a 94 países”, analisa o diretor de Relações Institucionais da entidade, Aguinaldo Lima.

Segundo ele, mantido o bom desempenho das exportações, a meta de crescimento de volume, prevista pelas indústrias em 5% para este ano, será atingida com certa folga. “Isso significa que o café solúvel do Brasil vem ganhando espaço de concorrentes e atendendo à demanda de crescimento do consumo mundial dessa bebida no mundo, que é próximo de 3% ao ano, sendo a Ásia o destaque dessa evolução”, explica.

A receita obtida com os embarques de café solúvel em maio, conforme a Abics, foi de US$ 47,6 milhões, representando um incremento de 21,49% na comparação com o quinto mês de 2018 e elevando o ingresso de divisas no Brasil com a exportação do segmento para US$ 220,1 milhões no acumulado dos cinco meses de 2019.

Para potencializar esse desempenho e consolidar ainda mais a liderança do Brasil nas exportações, que atualmente somam mais de US$ 600 milhões ao ano, a Abics deposita grande esperança na conclusão do acordo entre União Europeia e Mercosul, que significará a retirada de 9% de tarifa cobrada na importação do solúvel brasileiro.

“Esse fato proporcionará igualdade na competição com países concorrentes que já possuem acordos comerciais com os europeus”, interpreta Lima, que recorda que a União Europeia é o segundo principal destino das exportações de solúvel brasileiro.

MERCADO INTERNO

Outra aposta da Abics para a contínua evolução do setor é o crescimento no mercado interno, seguindo a onda de novidades que vem sendo apresentadas, com as mais variadas opções para agradar os consumidores. Nesse sentido, a Abics e a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) têm atuado em conjunto em uma série de ações de cooperação, com a parceria das indústrias de café solúvel com as de torrefação do país que possuem marcas próprias de solúvel.

Confira o desempenho das exportações de café solúvel e dos demais segmentos da cadeia no site da Abics: https://abics.com.br/noticia.php?noticia=150&desempenho_das_exportacoes_de_cafe_do_brasil_mai_2019.

Outras notícias

Consumo de café solúvel cresce 5,3% no trimestre, para 5.235 toneladas

16 de abril de 2024

Setor vem em expansão desde 2016; avanço reflete investimentos em qualidade, diversidade, formação e capacitação de ‘IC Graders’ O consumo de ca...

Consumo de café solúvel cresce 5,2% em 2023 no Brasil, para o recorde de 24,2 mil t

25 de janeiro de 2024

Esse é o oitavo ano consecutivo em que o consumo avança no país; exportação do segmento teve evolução mais discreta, de 0,4%, chegando a 86,5 mil t...

Abics forma primeiros profissionais para avaliação sensorial do café solúvel

15 de junho de 2023

Associação realizou curso de capacitação de IC Graders, que formou provadores com base na metodologia global de análise sensorial do produto desenv...

Upping the game in Instant Coffee

1 de junho de 2023

By Vanessa L Facenda / Tea & Coffee Trade Journal — A new methodology, the first of its kind, assesses the quality of instant coffee byits attr...
plugins premium WordPress