Entidades assinam projeto para ampliar mercado mundial do café solúvel brasileiro

Os presidentes da Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics), Pedro Guimarães, e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Sergio Segovia, assinaram, hoje, 31 de março, o projeto setorial “Instant Coffee Brazil – Explore & Enjoy”, que tem como objetivo ampliar os mercados mundiais ao café solúvel nacional.

Realizado de maneira virtual, através da plataforma Zoom, o evento contou com a participação do diretor de Relações Institucionais da Abics, Aguinaldo Lima, e de profissionais das indústrias associadas à entidade, que respondem por 99,5% da produção nacional de café solúvel.

“As ações do projeto pretendem turbinar as estratégias para alcançar a meta de crescimento de 50% no volume exportado no período de 2016 a 2025, que foi estabelecido no plano estratégico de desenvolvimento do café solúvel do Brasil, que elaboramos em 2015”, revela Lima.

O presidente da Abics completa que as atividades também serão desenvolvidas para consolidar a marca institucional do café solúvel do Brasil internacionalmente. “A intenção é desenvolver estratégias de inteligência de mercado e marketing, que ampliarão ainda mais a visibilidade dos produtos brasileiros, reforçando o conceito de que o Brasil, a ‘Nação do Café’, também é a ‘Nação do Café Solúvel’”, comenta Pedro Guimarães.

Além disso, o novo projeto pretende atrelar as estratégias de marketing às de sensibilização de negociações tarifárias. “Queremos estimular acordos comerciais juntos aos governos dos diversos países clientes do café solúvel brasileiro, incluindo a sensibilização do governo federal na inclusão do produto em acordos comerciais de blocos econômicos, negociações bilaterais, acordos tarifários individuais e pontuais, entre outros”, revela o diretor da Abics.

O Brasil, por falta de acordos comerciais, sofre forte taxação no café solúvel. Dos mais de 120 países que adquiriram o produto nos últimos 10 anos, apenas 38 países aplicam tarifa inferior a 5%. Nos demais, chega-se a impostos de importação que oscilam de 6% a 45%, impactando diretamente na competitividade com países concorrentes que detém acordos comerciais.

MERCADOS-ALVO

Com vistas a defender o atual market share e ampliar ainda mais a presença do café solúvel brasileiro nas exportações, Abics e Apex-Brasil elencaram como principais mercados para as ações do novo projeto: China, Cingapura, Coréia do Sul, Filipinas, Turquia, Myanmar, Indonésia, Emirados Árabes e  Arábia Saudita.

“Quando se observa o desempenho das exportações entre 2013 e 2019, por continente, e o crescimento em volume dos principais países de destino, as oportunidades de mercados apresentam recortes de interesse, com destaque aos mercados da Ásia e do Oriente Médio, em especial nações da comunidade árabe”, conclui Lima.

O SETOR

Há mais de 50 anos, o Brasil é líder mundial na produção de café solúvel, com representatividade de 14,6% do mercado global, e também na exportação, com market share de 15,4%. Há seis indústrias em operação no país, que, em 2020, fabricaram o equivalente a mais de 5,1 milhões de sacas de 60 kg.

Desde a implantação do primeiro projeto setorial por Abics e Apex-Brasil, em 2018, os embarques vêm batendo recordes sucessivos, tendo alcançado 4,1 milhões de sacas (9,2% do total) no ano passado, gerando divisas de US$ 537 milhões. O consumo interno também vem crescendo sistematicamente nos últimos quatro anos, aproximando-se do equivalente a 1 milhão de sacas em 2020, o que equivale a 4,5% do total de café consumido no Brasil.

Mais informações para a imprensa

Agência P1

Paulo André C. Kawasaki

(61) 98114-6632 / pauloandre@agenciap1.com.br

Outras notícias

Consumo de café solúvel cresce 5,3% no trimestre, para 5.235 toneladas

16 de abril de 2024

Setor vem em expansão desde 2016; avanço reflete investimentos em qualidade, diversidade, formação e capacitação de ‘IC Graders’ O consumo de ca...

Consumo de café solúvel cresce 5,2% em 2023 no Brasil, para o recorde de 24,2 mil t

25 de janeiro de 2024

Esse é o oitavo ano consecutivo em que o consumo avança no país; exportação do segmento teve evolução mais discreta, de 0,4%, chegando a 86,5 mil t...

Abics forma primeiros profissionais para avaliação sensorial do café solúvel

15 de junho de 2023

Associação realizou curso de capacitação de IC Graders, que formou provadores com base na metodologia global de análise sensorial do produto desenv...

Upping the game in Instant Coffee

1 de junho de 2023

By Vanessa L Facenda / Tea & Coffee Trade Journal — A new methodology, the first of its kind, assesses the quality of instant coffee byits attr...
plugins premium WordPress