Cia. Cacique de Café Solúvel lança pedra fundamental de nova fábrica em Linhares (ES)

São Paulo, 25 de outubro de 2019 – Hoje, a Companhia Cacique Café Solúvel, líder na produção e exportação de café solúvel no país, inaugura sua pedra fundamental de sua segunda fábrica, em Linhares (ES). A nova unidade será construída na Rodovia Governador Mário Covas – BR 101 – km 160, bairro Bebedouro – Linhares (ES) – numa área de 500 mil m². Presenças do evento: governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, o prefeito de Linhares, Guerino Zanon, e demais autoridades.

De acordo com o diretor comercial da Cacique, Pedro Guimarães, a empresa investirá em torno de US$ 60 milhões nesta nova planta industrial. A previsão é que a primeira etapa seja concluída no primeiro trimestre de 2021. “O acordo entre Mercosul e União Europeia – redução da taxa de importação dos 9% para zero a ser realizada, gradativamente, em quatro anos – nos fez acelerar os investimentos. A União Europeia é um mercado extremamente importante e o segundo principal destino das exportações de nossa empresa. Estima-se que o mercado brasileiro de café solúvel aumente em 35% suas exportações para o continente europeu nos próximos cinco anos”, ressalta Guimarães.

A fábrica será construída numa área totalmente estratégica. “Vamos construir em um estado que é considerado o maior produtor de café conilon do país, principal matéria-prima para a produção do café solúvel. Além da geração de 300 novos empregos durante a fase de construção, geraremos 800 novos empregos, diretos e indiretos, quando estivermos operando em 2021 com capacidade de 12 mil toneladas de café solúvel ao ano”, sinaliza.

E, para este ano, as expectativas da Cacique são otimistas. “Pretendemos aumentar em 4% o volume de vendas, fechando o ano com 31,3 mil toneladas/ano”, ressalta o diretor comercial. Lembrando que quase 100% da produção da Cacique é exportada.

Mercado de café solúvel: segundo a Abics – Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel –, o café solúvel é o 12° produto do agronegócio, faturando US$ 600 milhões por ano em divisas para o país. No acumulado de 2019, os embarques dos produtos cresceram quase 10% (9,95%) e a expectativa é fechar o ano em 4 milhões de sacas, ou seja, 500 mil sacas a mais quando comparado ao ano de 2018. De janeiro a setembro, o país exportou o equivalente a 2.996.829 sacas de 60 kg, rendendo ao Brasil US$ 440,5 milhões.

Até setembro, 104 países importaram o café solúvel brasileiro. Conforme dados da Abics, foi registrado um crescimento significativo para os países asiáticos. A entidade destaca a Indonésia no ranking que se classificou como o terceiro maior destino das exportações, atrás apenas dos Estados Unidos e Rússia e acima de Japão e Argentina. E, para surpresa do mercado, surge Myanmar que se destacou na sexta posição. Outro mercado que merece notoriedade é o México que “saltou” para o 17º lugar nos principais destinos, ao tempo que, em anos anteriores recentes, sequer figurava entre os 80 maiores compradores do solúvel nacional (gráfico abaixo).

O café é uma iguaria degustada pela maioria dos brasileiros e uma das bebidas mais consumidas no mundo. O Brasil é o segundo maior consumidor mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos. “O café solúvel brasileiro é líder em exportação há mais de 50 anos. Estamos na liderança há tantos anos, porque honramos com os nossos compromissos, proporcionando um café de alta tecnologia e com mais de 25 certificações de controle de processos, qualidade, segurança alimentar, sustentabilidade e de categorias específicas como: orgânicos, kosher, halal, entre outros” complementa Pedro.

Resultado de exportações de café solúvel no 1º semestre: de acordo com a Abics, no primeiro semestre de 2019, as exportações brasileiras de café solúvel aumentaram em 9,6% em volume, quando comparado com o mesmo período do ano passado, totalizando o equivalente a 1.861.793 de sacas de 60 kg. A receita cambial acumulada no período foi de quase US$ 275 milhões. Os principais destinos foram, EUA, Rússia, Indonésia, Japão e Argentina.

Perfil da Cacique: fábrica de Londrina

Fundada a primeira unidade fabril em 1959 na cidade de Londrina (PR) por Horácio Sabino Coimbra. É considerada uma das maiores indústrias de produção de café solúvel do mundo em uma única planta. Projetada para desenvolver, produzir e comercializar produtos de café, a Unidade tem capacidade para processar 70 toneladas de café solúvel (liofilizado, aglomerado, em pó), óleo e extrato de café.

> CEO/Presidente: Sérgio Candido Pereira

> Diretor Comercial: Pedro Guimarães Fernandes

> Número de Funcionários: aprox. 1000

> Empresa Fundada em 1959

> Primeira Fábrica: Londrina/PR (1966)

> Segunda fábrica: Linhares/ES (a partir de 2021)

> Matriz: Londrina

> Escritórios: São Paulo, Nova Iorque e Moscou

Nova fábrica de Linhares: as vagas estão abertas para qualquer pessoa e de qualquer Estado. Para se cadastrar, basta acessar o site www.cacique.com.br, depois clique na aba “Trabalhe conosco” e anexe o currículo. Cargos disponíveis: mecânico, eletricista, técnico em química, operadores de equipamentos e operadores de caldeira. Na área administrativa: contábil e fiscal.

Informações para imprensa:

LN Comunicação

Lucia Nunes – diretora e jornalista responsável

Natielly Santos – auxiliar de comunicação

Carlane Borges – assessoria de imprensa

(11) 3458.7741 / 3458.7724 / 99968.4105 (direto de Lucia)

assessoriadeimprensa@lncomunicacao.com.br

Outras notícias

Café solúvel: Abics manifesta repúdio e indignação com MP nº 1.227​

7 de junho de 2024

Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel — Abics Manifestação de repúdio e indignação com a MP nº 1.227 A Associação Brasileira da ...

Consumo de café solúvel cresce 5,3% no trimestre, para 5.235 toneladas

16 de abril de 2024

Setor vem em expansão desde 2016; avanço reflete investimentos em qualidade, diversidade, formação e capacitação de ‘IC Graders’ O consumo de ca...

Consumo de café solúvel cresce 5,2% em 2023 no Brasil, para o recorde de 24,2 mil t

25 de janeiro de 2024

Esse é o oitavo ano consecutivo em que o consumo avança no país; exportação do segmento teve evolução mais discreta, de 0,4%, chegando a 86,5 mil t...

Abics forma primeiros profissionais para avaliação sensorial do café solúvel

15 de junho de 2023

Associação realizou curso de capacitação de IC Graders, que formou provadores com base na metodologia global de análise sensorial do produto desenv...
plugins premium WordPress