Abics apoia “Jornada dos Robustas Amazônicos” em Rondônia

A Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics) é apoiadora da Jornada dos Robustas Amazônicos: Qualidade, Sustentabilidade e Equidade no campo, que será realizado de 21 a 25 de maio, em Rondônia. O evento vai ao encontro de anseios e necessidades de toda a cadeia produtiva do café no Estado, desde a produção até a comercialização, passando pela qualidade, armazenamento, gestão pública e equidade de gênero no campo. São esperados especialistas renomados e com experiência nacional e internacional para aprimorar o trabalho que vem sendo realizado na cafeicultura de Rondônia.

Fazem parte da Jornada dois eventos principais: o Seminário Internacional de Robustas Finos e o 1º Encontro das Mulheres do café em Rondônia (IWCA Brasil, Sub-capítulo de Rondônia); além de visitas técnicas e palestras durante a maior feira do agronegócio da Região Norte, a 7ª Rondônia Rural Show (http://www.rondoniaruralshow.ro.gov.br). O público-alvo são os atores da cadeia produtiva do café e demais interessados nos temas. As vagas são limitadas em todas as ações da Jornada e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail rondonia.eventos@embrapa.br ou através do telefone (69) 3219-5011.

A Jornada é uma realização da Embrapa e do Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura – SEDI. Conta com a parceria da Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel – ABICS, do Consórcio Pesquisa Café, da Secretaria de Estado da Agricultura – SEAGRI e da Amazônia Coffee. Tem também o apoio da Emater-RO, Aliança Internacional das Mulheres do Café – IWCA Brasil, Sub-capítudo de Rondônia, da Plataforma Global do Café – P&A e do Banco do Povo.

O evento irá reunir pessoas que são referência do setor do café no País e no mundo, como a primeira dama do café na Ásia, a indiana Sunalini Menon; o diretor do Escritório Carvalhaes, Eduardo Carvalhaes Jr., que também é presidente da Câmara Setorial do Café de São Paulo; a consultora em cafés especiais Josiana Bernardes, que atua em todos os países produtores; o consultor Paulo Cesar Correa, com grande experiência em secagem, armazenagem e transporte do café; e Artur Fiorott, que atua em projetos de melhoria da qualidade do café canéfora.

Segundo o pesquisador da Embrapa Rondônia, Enrique Alves, é a primeira vez que um evento deste porte será realizado no estado para a cultura do café, integrando governo do estado, pesquisa, extensão rural, empresas de fomento e comercialização e associações em prol do desenvolvimento da cafeicultura. “O café canéfora passa por um contexto de novos padrões de qualidade e de mercados mais exigentes, ainda pouco explorados pelos cafés canéfora (conilon e robusta) e Rondônia, principal representante na região Amazônica, tem tudo para se destacar”, explica Alves. Ele relata ainda que o estado tem vocação natural para a produção de robustas finos.

O superintendente Estadual de Desenvolvimento (SEDI), Basílio Leandro, destaca que este trabalho em conjunto é um dos diferenciais de Rondônia. Para ele, é de fundamental importância a mobilização para trazer ao estado especialistas renomados e com experiência para aprimorar o trabalho que vem sendo realizado junto a toda cadeia produtiva do café. “O potencial é grande, mas o esforço conjunto e contínuo ainda é preciso para que Rondônia aproveite seu máximo potencial”, afirma o superintendente.

Robustas amazônicos
Rondônia é o quinto maior produtor de café do País e está entre os três maiores estados que cultivam a espécie Coffea canephora. Nos últimos anos, a cafeicultura do estado tem passado por transformações positivas, com a adoção de tecnologias e aumento da eficiência. Em seis anos, a área de plantio reduziu 46% e a produtividade aumentou 180%. Além disso, o estado tem obtido destaque e reconhecimento pela qualidade dos seus robustas e produção sustentável.

Estes avanços são frutos de muito esforço de produtores, apoio de instituições de pesquisa, extensão rural e ações governamentais. Esta primeira Jornada dos Robustas Amazônicos em Rondônia dá destaque para a criação de uma identidade dos cafés produzidos no estado e região, aliado à uma produção sustentável e à valorização do trabalho da mulher na cadeia produtiva do café.

Conheça os palestrantes:
A Jornada contará com palestrantes nacionais e internacionais que vão abordar temas sobre mercado do café e inserção dos robustas finos, qualidade de bebida, produção com responsabilidade social e ambiental e foco no reconhecimento da atuação das mulheres na cadeia do café.

Sunalini Menon: especialista indiana e embaixadora do café na Ásia. Tem reconhecimento internacional e, no campo da degustação de café, atua há mais de 40 anos. Dona de uma biografia impressionante, Sunalini é a representante máxima dos trabalhos realizados na Ásia com cafés robustas finos. Cabe ressaltar que a Índia é destaque no mundo em produção de grãos de qualidade.

Eduardo Heiden Carvalhaes Júnior: engenheiro químico, empresário e analista de mercado. É diretor do Escritório Carvalhaes, que atua há 100 anos nas áreas de corretagem, laudos, aprovação de amostras e embarques, prestando serviços também na área da exportação do café. Ele também é presidente da Câmara Setorial de Café do Estado de São Paulo, fundador e primeiro presidente do Museu do Café, sediado na histórica Bolsa Oficial do Café.

Josiana Bernardes: atua com treinamento e consultoria em Cafés Especiais e integra a Diretoria de Marketing da importadora de cafés especiais MareTerra (Espanha). Trabalha exclusivamente com café em diversos países produtores e seus laboratórios de controle de qualidade de cafés na África, América Central, Ásia e Brasil. Possui participação em projetos de qualidade em cafés na Índia, Burundi, Honduras, Panamá, Etiópia.

Paulo César Correa³: É professor da Universidade Federal de Viçosa (UFV) desde 1976. Atua na área de Engenharia de Processamento e Qualidade dos Produtos Agrícolas: propriedades físicas, secagem, armazenamento e transporte (grãos, sementes, frutos e hortaliças).

Arthur Fiorott: Mestre em marketing, R Grader, diretor da Safra Agronegócios, com atuação no Espírito Santo e Bahia, e responsável por projetos de melhoria da qualidade do café conilon.

Outras notícias

Consumo de café solúvel cresce 5,2% em 2023 no Brasil, para o recorde de 24,2 mil t

25 de janeiro de 2024

Esse é o oitavo ano consecutivo em que o consumo avança no país; exportação do segmento teve evolução mais discreta, de 0,4%, chegando a 86,5 mil t...

Abics forma primeiros profissionais para avaliação sensorial do café solúvel

15 de junho de 2023

Associação realizou curso de capacitação de IC Graders, que formou provadores com base na metodologia global de análise sensorial do produto desenv...

Upping the game in Instant Coffee

1 de junho de 2023

By Vanessa L Facenda / Tea & Coffee Trade Journal — A new methodology, the first of its kind, assesses the quality of instant coffee byits attr...

Exportação de café solúvel do Brasil cresce 29% em abril e 1% no ano

12 de maio de 2023

Setor é o único da cafeicultura nacional a apresentar desempenho positivo no primeiro quadrimestre de 2023 As exportações brasileiras de café so...
plugins premium WordPress